6.26.2010

Jabo

Sozinho estava naquele lugar movimentado.
Ramificado, preso.
Amigos? Não. Apenas admiradores de sua beleza.
Ele olhava para os lados, sem amor, sem nome.


 

Um casal passou por ele.
Resolveu levá-lo.
Agora tinha um lar,
Agora... Tem um lar, uma famila, para seu frutos doar.



Jabo, tem uma amiga.
Admiradores? Não. Amor.
Regada todo dia,
Sol, Luz, Carinho.



 
Jabo,
que era uma árvore sozinha,
agora é feliz.
Das folhas à raiz.



Jabo, o bonsai

Um comentário:

  1. rs... ficou bacana o jogo de palavras... Vida longa à Jabo... bjs!!!

    ResponderExcluir